Um projeto de pesquisa e curadoria para estimular o autoconhecimento do Brasil.
Monthly archive setembro \30\UTC 2014
Por que editar um site sobre música brasileira chamado Farofafá?

Por que editar um site sobre música brasileira chamado Farofafá?

Pedro Alexandre Sanches é editor do site Farofafá, sobre música brasileira, da Carta Capital. Foi ele quem nos respondeu: Por que editar um site sobre música brasileira chamado Farofafá? O nome surgiu, primariamente, da canção “Farofa-Fá”, do Mauro Celso (pessoal conhece mais na versão do Sérgio Mallandro…), um artista dito cafona, ou brega, ou seja lá como...
Por que fotografar a farofa da tia Su?

Por que fotografar a farofa da tia Su?

Flávia Valsani é o par de olhos gulosos e atentos que acompanham Let Massuala, dona do Cozinha da Matilde, em suas viagens às origens goianas. Voltando de viagem, tivemos a oportunidade de encontrar as meninas no bar e ouvimos sobre uma farofa incrível e…doce! É ela quem responde para a gente: “Por que fotografar a farofa...
A farinha veio primeiro

A farinha veio primeiro

E agora, o que escrevo sobre farofa? (Peguei uma almofada de chita do sofá, dois livros de Câmara Cascudo, um pote de geléia de jabuticaba e um taco de queijo canastra pra tirar o gosto do café da tarde. Sentei-me em minha rede amarela, bem no meio da sala de jantar. Coloquei um forró instrumental...
Djanira da Motta e Silva

Djanira da Motta e Silva

“Sendo uma das grandes pintoras de nossa terra, ela é mais do que isso, é a própria terra, o chão onde crescem as plantações, o terreiro da macumba, as máquinas de fiação, o homem resistindo à miséria. Cada uma de suas telas é um pouco do Brasil.” disse Jorge Amado. Djanira era adorada por Jorge Amado,...
Pedro Martinelli, Comunidade do Pereru

Pedro Martinelli, Comunidade do Pereru

“As mulheres da Comunidade do Pereru, na costa do Pará, próximo a São Caetano de Odivelas, se revezam na utilização da Casa de Farinha da comunidade. Depois que a farinha de mandioca é torrada aproveitam o fogo baixo do forno e assam beijus de tapioca na folha de bananeira. Os “pacotinhos” de beiju são presos...
O que não sabemos sobre Farofa?

O que não sabemos sobre Farofa?

Letícia Massula é apaixonada por comida e o que vem junto com ela: história, cultura, ingredientes, técnicas, receitas, utensílios e amigos em volta de uma mesa sempre farta! Decidiu empacotar seus livros de direito e deixar a cozinha tomar conta da casa e da vida. Especializou-se em estilismo culinário e comanda o blog Cozinha da Matilde...
Cozinha da Matilde e O Brasil Com S fazem Farofa

Cozinha da Matilde e O Brasil Com S fazem Farofa

A parede é azul para relembrar um poeta. Os azulejos são coloridos e com padrões que recordam a casa de tua avó, de tua tia, de tua vizinha ou de qualquer mulher estampada e falante de tua vida. Planta é pra comer. Gatos e cães são irmãos. Potes, panelas, copos, amigos, azeites e lembranças estão misturados...
Guilherme Poulain: banquete de bacana era farinhada

Guilherme Poulain: banquete de bacana era farinhada

O Brasil com S fez uma série de cartazes em parceria com os artistas visuais Bruno Nunes, Guilherme Poulain e Fabio Maca para presentear nossa rede de colaboradores e amigos do projeto. Este é um dos nossos “obrigada”, com ilustração de Guilherme Poulain, do blog Moldando Afeto. Gui faz arte não só com a aquarela, como...
O Som que vem da Pedra do Sal

O Som que vem da Pedra do Sal

Chegamos à reunião do projeto Viajantes do Território e conhecemos a Judite, assim, cantando as histórias da Zona Portuária do Rio de Janeiro. Isso, mesmo, cantando. Judite Rosario é carioca; apaixonada e pesquisadora de cultura e história do Rio de Janeiro, além de guia de turismo. Atualmente, sua área de interesse tem sido a Zona...
Por que desenhar as histórias da região portuária e do Morro da Conceição no Rio de Janeiro?

Por que desenhar as histórias da região portuária e do Morro da Conceição no Rio de Janeiro?

Conhecemos o Rafa F. Grafio no encontro dos Viajantes do Território, na Casa do Porto, logo perto da Pedra do Sal, entrada no Morro da Conceição. Como professor de expressão gráfica do Departamento de Análise e Representação da Forma, na Faculdade de Arquitetura e urbanismo da UFRJ, Rafa realiza um projeto de doutorado, junto aos seus alunos, que...
Por que fazer um projeto sobre a região portuária do Rio, incluindo o Morro da Conceição?

Por que fazer um projeto sobre a região portuária do Rio, incluindo o Morro da Conceição?

Conhecemos a designer gráfica Elisa Ferreira, responsável por uma pesquisa de mapeamento da região portuária do Rio de Janeiro, incluindo o Morro da Conceição, em seu local de trabalho, GOMA. Difícil falar sobre a Elisa sem ser tomada pelas escadas de um belo casarão antigo na rua Senador Pompeu e todas as pessoas inspiradoras com quem...